• Wellas

tô me sentindo um pouco perdido

Será que é muita utopia da minha parte querer ficar bem e tentar deixar as pessoas que se conectam comigo bem, mesmo o mundo estando num caos?


Tem dias que eu acordo sentindo que tô fazendo a coisa certa, tô tentando manter o controle. Embora nada esteja controlado, por uma questão de buscar um bem-estar, pra não pirar de vez.


E tem dias que eu acordo me sentindo apenas mais um bobo sorrindo enquanto está sendo jogado no lixo.


(Leia ouvindo: Passiflora | Rael, Céu, RDD)



São tantas perguntas, tantas questões... São tantas coisas ao mesmo tempo, que, às vezes, sinto que enquanto eu finjo que está tudo sob controle, por dentro eu estou tipo uma bexiga, que vai enchendo, enchendo, até que não aguenta mais se esticar e explode.


Mas como acordar todos os dias e querer se manter aqui sem esperança?


Esperança não é uma utopia, é uma razão. É a razão para eu continuar acreditando que tudo isso vai passar, que vamos de alguma forma superar e ficar bem. E por mais que as cicatrizes sejam para sempre, a gente vai se reconstruir. Eu realmente prefiro agir dessa forma, porque é o que eu acredito e tento encaixar a minha vida para ter uma boa conduta e uma boa caminhada enquanto tô por aqui.


Eu tô me sentindo um pouco perdido. Não quero acordar todos os dias mais pesado do que o mundo está, mas também não quero fingir que não estou em um caos: Político, de saúde, de vida.


Essa é a minha linha tênue todos os dias. Entre o que eu acredito e o que realmente está acontecendo. E por mais que eu tente, é quase impossível um equilíbrio, não há equilíbrio, porque tudo está simplesmente desequilibrado.


Ao mesmo tempo que eu tento me motivar e motivar as pessoas que se conectam comigo, eu piro.


Assim eu vou tentando fazer o meu equilíbrio, mesmo que imaginário, para conseguir me manter trabalhando, acreditando e esperando por dias melhores.


Mesmo às vezes sentindo que tô sorrindo enquanto estou sendo jogado no lixo.


#Wellas

Posts recentes

Ver tudo